Conheça mais

Sobre a Incubadora Tecnológica

Nossa história

A ideia de criar uma Incubadora Tecnológica na Setrem surgiu com a frequente troca de ideias entre a Instituição e a empresa John Deere Brasil, no início dos anos 2000. Para fomentar esta ideia, foram realizadas visitas às incubadoras tecnológicas da Unisinos (Parque Tecnológico), ULBRA e UFSM.

Após a compreensão dos procedimentos necessários para dar início ao projeto, foram oferecidas palestras sobre as possibilidades de incubação e sobre empreendedorismo, ministradas pelo presidente dos Jovens Empreendedores do Rio Grande do Sul e presidente da Incubadora Tecnológica da Unisinos e Amprotec.

Em 13 de novembro de 2002, firmava-se a parceria com a John Deere Brasil, através do Departamento de Sistemas de Informação. A partir deste dia, cinco acadêmicos do Bacharelado em Sistemas de Informação, chamada de primeira equipe Empresa Júnior Setrem John Deere, ingressaram no Departamento com o objetivo da busca por conhecimento do funcionamento da empresa. Após buscarem treinamentos específicos de informática, os acadêmicos passaram a fornecer serviços terceirizados na área de Desenvolvimento de Sistemas para as Concessionárias John Deere.

A inauguração oficial da Incubadora Tecnológica Setrem ocorreu em 18 de dezembro de 2002 (acesse o termo de criação), implantada com recursos provenientes do Programa Técnico Empreendedor, do edital 01/2001 MEC/SEBRAE, iniciativa que visava estimular a cultura empreendedora, a criação e consolidação de empresas, contribuindo para a geração de postos de trabalho, transferência de conhecimento do meio acadêmico para o setor produtivo (especificamente micro e pequenas empresas) e desenvolvimento da economia do município e da região. A Incubadora agregava-se ao Núcleo de Desenvolvimento Regional – NUDER, criado na Setrem em 1996, com o apoio da Secretaria de Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul – SEDAI, atuando na coordenação e realização das atividades de pesquisa e extensão da Instituição e entidades parceiras, fomentando ações inovadoras e empreendedoras, com base nas seguintes iniciativas: Agência de Projetos e Pesquisa, Banco de Dados, Hotel de Projetos, Assessoria e Consultoria, Agência Articuladora, Incubadora Tecnológica, Empresa Júnior, Cooperativa de Técnicos.

No primeiro semestre de atuação foram desenvolvidas atividades visando a implantação e divulgação da Incubadora na comunidade, adequação das instalações físicas, estabelecimento de parcerias, realização de curso de Iniciação Empresarial, treinamentos, contatos com empreendedores interessados em incubar seus projetos. O ambiente físico em que estava instalada a Incubadora e o Hotel de Projetos, compreendia uma sala de aproximadamente 90m2, adequada para residir até quatro projetos de empresas, além de uma sala para reuniões, área administrativa e os espaços compartilhados, como auditório, laboratórios de informática, biblioteca, salas vips, lanchonete, estacionamento e, ainda, recursos audiovisuais, acesso ilimitado a internet, telefone e fax, entre outros.

A importância da implantação da Incubadora se justificava pelo alto índice de mortalidade das micro e pequenas empresas brasileiras, principalmente, nos seus primeiros dois anos de atividade. Para a viabilização das atividades a Setrem firmou parcerias com entidades que pudessem contribuir para o fortalecimento da Incubadora e das empresas residentes. Entre elas, destaca-se o Sebrae, Associação Comercial e Industrial de Três de Maio – ACI, Prefeitura Municipal, a Fundação de Capacitação e Desenvolvimento – Funcap, além de cooperativas e outras instituições.

Além do ambiente físico, as empresas residentes contavam com o suporte para o planejamento e operacionalização dos seus negócios, através de um corpo de docentes da Instituição e da credibilidade que a mesma usufrui, em sua área de atuação, perante a comunidade regional. Desse modo, contribuía-se para a promoção das iniciativas empreendedoras, oferecendo oportunidade para realização de pesquisas, estágios e a transformação do conhecimento em riqueza, bens e/ou serviços.

Para possibilitar a implementação da Incubadora Tecnológica Setrem, foi necessário apoio para a capacitação tanto dos empreendedores como do pessoal responsável pela Incubadora; aquisição de equipamentos (hardware) e melhoria das instalações. A Setrem recebeu através do edital 01/2001 o valor de R$ 20.000,00 para a implantação da Incubadora/ Hotel de Projetos e elaboração do Plano de Negócios. Como contrapartida, a Setrem realizou um investimento de R$ 31.305,00 na estruturação do ambiente físico, treinamentos, manutenção estrutural e administrativa, viagens de estudo, aquisição de equipamentos.

No dia 10 de novembro de 2003, ingressou a segunda equipe Empresa Júnior Setrem John Deere, formada por seis acadêmicos. O dia 9 de dezembro de 2003 ficou marcado como o dia oficial em que os integrantes da primeira equipe, oficialmente, tornaram-se incubados e deram início à atuação efetiva da Incubadora Tecnológica da Setrem.

× Precisa de ajuda?