Setrem e Celena Alimentos lançam cultivares de linho

A Setrem, em parceria com a Celena Alimentos, lançou duas novas cultivares de linho, durante a 1ª Noite Agro Tech Celena, realizada em 27 de setembro, na nova unidade de recebimento de grãos da empresa, em Giruá, no Noroeste do RS.

Na ocasião foram apresentadas as primeiras variedades de linho registradas no Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), decorrentes do Programa de Melhoramento Genético de Linho e Painço, do curso de Agronomia da Faculdade Setrem: uma de linho marrom, denominada “CS Centenária”, em homenagem aos 100 anos da Setrem; e uma de linhaça dourada, a “CS D OO1”.

A apresentação dos genótipos e a explicação sobre o manejo e as vantagens dos mesmos em relação aos materiais genéticos atualmente existentes no mercado foi realizada pelo melhorista genético e professor da Setrem, o engenheiro agrônomo Dr. Rodrigo Danielowski.

Danielowski explicou que essas cultivares estão sendo desenvolvidas com foco nas demandas regionais, considerando a precocidade, procurando melhor encaixe da cultura com o cultivo da soja; porte de plantas, visando menor acamamento; uniformidade de maturação, para facilitar e melhorar o processo de colheita; e, rendimento de grãos. As sementes dessas cultivares estarão sendo multiplicadas e comercializadas pela Celena Alimentos, em parceira com o Programa de Melhoramento Genético da Setrem.

Esses materiais genéticos são fruto de um trabalho de melhoramento genético que iniciou em 2015, como parte do processo de ensino-aprendizagem do curso de Agronomia da Setrem. O programa conta com muitas linhagens em fase inicial e final de desenvolvimento, produtos a serem lançados em um futuro próximo, tendo em vista que o linho, também conhecido como linhaça, tem tido substancial aumento de demanda mundial, sobretudo em virtude da guerra entre Rússia e Ucrânia, os dois principais produtores mundiais dessa linácea.

Related Posts

× Dúvidas?
Skip to content